Bem-vindos

Olá !
Este blog é um espaço voltado para comentários acerca do ser humano inserido no contexto de sociedade e refletido baseado nas passagens bíblicas. Os textos não são escritos de forma pessoal, mas universal, generalizada.
Um abraço a todos!
Fiquem na paz do Senhor Jesus!

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Jesus e a lei da gravidade - 2ª parte

Jesus e a lei da gravidade - 2ª parte

Pensando sobre a 2º parte de ''Jesus e a lei da gravidade'', podemos meditar na passagem de Mateus 14.14: o Senhor falava com a multidão, compadecendo-se delas por conta dos enfermos, que percorreram uma distância de 8km a pé para serem curados, então a Palavra de Deus, a Bíblia, nos direciona apenas para 1 caminho:

''Ao cair da tarde. vieram os discípulos a Jesus e lhe disseram: O lugar é deserto e vai adiantada a hora;despede, pois, as multidões para que, indo pelas aldeias, comprem para si o que comer. Jesus, porém, lhes disse: Não precisam retirar-se;dai-lhes, vós mesmos, de comer. Mas eles responderam: Não temos aqui senão cinco pães e dois peixes. Então ele disse: trazei-mos''. E a multidão foi saciada por um milagre divino: ''E, tendo mandado que a multidão se assentasse sobre a relva, tomando os cinco pães e os dois peixes, erguendo os olhos aos céus, os abençoou. Depois, tendo partido os pães, deu aos discípulos, e estes, às multidões.'' (versos 15 a 19)


Seria natural pensar que cada um ficaria com um pedacinho, visto que a multidão era muito grande. Mas, para Deus, nada é impossível. E essa é a definição de milagre: Ele faz o impossível acontecer !!!
Todos se fartaram, sobraram doze cestos cheios, e os que comeram foram cinco mil homens, além de crianças e mulheres, diz as Escrituras Sagradas. Caros leitores...
A reflexão é, no mínimo, assustadora sobre esta passagem da multiplicação dos pães e dos peixes:

Hoje em dia o ser humano padece em muitas aflições. Muitas são reflexo de nossas próprias atitudes egoístas e egocêntricas, causando situações de stress, desunião, amargura, solidão, tristeza, desamparo, discussões, agressões, ódio... E por que não falar de doenças, enfermidades? Ouve-se falar que o ódio pode causar doenças psicossomáticas, aquelas causadas por estes sentimentos ruins. Até que ponto o ser humano chegou? Que possamos pensar mais longe...
Muitas são as pessoas que estão nos hospitais por algum motivo: ir ao oftalmologista, nutricionista.... Mas aquelas acometidas de enfermidades são as que mais sofrem, gemendo de dor, e clamam constantemente, frequentemente, à Deus: ''ai, meu Deus... ai, meu Deus... Por que aconteceu isso comigo, justo comigo?''

As pessoas se submetem a tratamentos e, por muitas vezes, saem daquele hospital curadas. Uma doença agoniante, um paciente desenganado pela medicina, mas... saiu livre dali. Podemos dizer: ''acabou o sofrimento''. Então, até passamos despercebidos, mas não podemos fechar os olhos para tudo em nossas vidas. As mesmas pessoas que saíram alegres e curadas de um hospital parecem não reconhecer o milagre de Jesus: sua cura. Perceba...
Por que o índice de pessoas que são curadas e voltam a ter o mesmo tipo de problemas, pois deixou de se cuidar, é um índice muito alto? E quando já não dá tempo para um tratamento, sendo socorridas para uma Emergência? E aí, quando tudo parece perdido, quando a parada cardíaca começa, quando a cirurgia demora horas, quando nada parece ter jeito, quando os médicos desenganam, vem o milagre... Vai tudo bem !!! E aí agradecem aos médicos: Doutor fulano, doutor sicrano, beltrano... 

Mas... e o doutor Jesus?
Ele vem desafiando a lei da gravidade por nós, permite muitas coisas para reconhecermos que não somos nada, mas... achamos que podemos tudo. É o que vive a sociedade hoje, não é diferente daquele dia da multiplicação dos pães e dos peixes. Muita gente se fartou do milagre. E hoje? Não é diferente, muitos se regozijam nos milagres de cura de Jesus, mas depois, não dão valor.
E assim Jesus continua a desafiar a lei da gravidade... Por você... Por todos nós...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário